CHAMADA DE ELENCO… BONELLI EDITORE

Há algum tempo atrás, eu e o amigo e mestre JJ Marreiro fomos convidados a fazer uma matéria para uma revista de cinema nos mesmos moldes que a sessão “Casting Call” da revista Wizard. Como os filmes de quadrinhos mainstream norte-americanos já estão rodando há anos, procuramos bem sucedidos títulos em outras partes do mundo. Como Sergio Bonelli havia morrido há não mais que 1 mês ou dois na época, achamos justo fazer uma “chamada de elenco” com alguns de seus títulos mais conhecidos aqui no Brasil. O resultado vocês conferem a seguir.

01_TEX WILLERo

Ele começou como rancheiro, virou fora-da-lei após vingar o assassinato de seu pai, mas sua sede de justiça o fez ganhar o respeito do exército americano, dos rangers e dos índios Navajo, de quem acabou tornando-se chefe. Implacável, obstinado e honrado, dono de um olhar duro, socos demolidores e de um gatilho rápido e certeiro, Tex Willer precisa de um intérprete que sintonize essa energia, e todas essas características podem ser vistas nos filmes de JOSH BROLIN (Bravura Indômita e Jonah Hex). O porte físico, o olhar aguçado e o queixo quadrado do ator são definitivamente idênticos à personificação de Tex vista nos traços do artista Cláudio Villa.

ZagorTW

Considerado pelos índios como um tipo de semi-deus enviado por Manitú, o “espírito da machadinha” Patrick Wilding, o Zagor, dedica sua vida à defesa da paz e da ordem na imaginária floresta de Darkwood. Suas aventuras trazem para o western elementos da ficção científica, terror e fantasia. De certo modo é o personagem boneliano que tem mais semelhanças com o gênero super-herói, e em sua gênese podem ser consideradas referências a Tarzan, Flash Gordon e Superman. Para encarná-lo no cinema TOM WELLING faria uso da postura e da sobriedade desenvolvidas ao longo de trabalho em Smallville.

NickRaideAOL

Detetive do Esquadrão de Homicídios de Manhatan, Nick é normalmente chamado para cuidar de casos que a polícia comum não possui os métodos capazes de resolver. Um quadrinho policial cheio de ação, aventura e presenças ilustres, fazendo muitas referências ao cinema dos anos 1970. ALEX O’LOUGHLIN, vindo de um seriado policial, com toda sua postura de ator de filme de ação e ainda jovem para cenas de grande perigo de energia intensa, é perfeito para a versão em tela grande de um quadrinho policial intenso e cheio de aventura.

DylanDogTH

Investigador do impossível, Dylan Dog é um dos mais bem sucedidos personagens Bonelli. Suas aventuras sempre visitam o sobrenatural em uma noir Londres mística. Recentemente, o personagem teve uma versão para cinemas com Brandon Routh no papel título. Dylan Dog é um sujeito taciturno, esquisitão, solitário, dono de uma curiosidade incontrolável e de vasto conhecimento sobre o universo do oculto e TOM HIDDLESTON traria isso ao personagem. A afinidade com o mundo sobrenatural já vem no currículo do ator que atualmente encarna o feiticeiro Loki, na versão cinematográfica de Thor e no filme Vingadores.

MrNoGB

O piloto americano Jerome Drake, após servir na Segunda Grande Guerra, decide ter uma vida mais pacífica, mudando-se para Manaus na Amazônia para trabalhar como guia turístico, mas a verdade é que não consegue fugir das aventuras e conquistas amorosas. A paisagem das selvas brasileiras precisa de um homem duro na queda com o expressão forte de um militar experiente e o charme bruto dos heróis de aventura. Missão fácil para GERALD BUTLER, o Leônidas de 300.

MagicoVentoJF

O soldado Ned Ellis foi salvo da morte pelos índios sioux e nasceu de novo como o Mágico Vento, agora também xamã da tribo. JAMES FRANCO soube trazer o tragicismo a Harry Osborn, na trilogia Homem-Aranha e alguma estranheza ao personagem David em Comer, Rezar e Amar, mostrando ser gabaritado o bastante para interpretar o amnésico Mágico Vento em suas viagens pelos EUA cheias de aventuras que envolvem política, banditismo e magia.

JuliaKendallNP

NATALIE PORTMAN é uma atriz capaz de interpretar a curiosidade, sagacidade e inteligência de uma das mais queridas personagens Bonnelli, Júlia Kendall, uma estudante de criminologia que não precisa usar os punhos ou erguer armas para descobrir segredos ou por bandidos na cadeia. As duas também dividem um biotipo franzino, mas charmoso, como a atriz que inspirou a criação de Júlia: Audrey Hepburn.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s