MAPEAMENTO DAS LOJAS DE QUADRINHOS DO CEARÁ

Comumente quem mora em Fortaleza e está minimamente inserido no contexto das histórias em quadrinhos sabe onde comprar seus quadrinhos. Três são as principais lojas da cidade, Ravena, Fanzine e Revista e Cia. Elas são referências para o morador da cidade e para quem não está na capital também. Luís Carlos Sousa, contribuinte do Cultura, certa vez em um artigo de seu blog contabilizou estas três lojas e outras.

No entanto, e para quem mora em Barbalha? Crateús? Tamboril? Crato? Juazeiro? Como eles compram quadrinhos? Ou melhor, chegam quadrinhos até eles?

Às vezes Marvel e DC, mesmo Turma da Mônica, não atingem certas cidades muito distantes das capitais e quando o fazem é com um atraso de pelo menos dois meses, principalmente porque em cidades do interior há poucas bancas, isso quando há. Luís, que durante 10 anos morou no município de Crateús e era um colecionador de Homem-Aranha, relatou outra coisa: “Eu comprava meus quadrinhos com atraso na única banca da cidade. Logo que cheguei lá, havia um desfalque de pelo menos 2 anos em algumas edições e outras nem chegavam. O dono do local me dizia que eles pegavam o que ‘sobrava’ da distribuição pra capital.”

Isso ocasiona outro problema: o total desconhecimento dos artistas locais. “A primeira vez que peguei em um quadrinho genuinamente cearense foi através de um amigo que em uma viagem pra capital conseguiu – sabe Deus como – um exemplar da revista PIUM que só fui descobrir anos depois que era uma produção local. Lembro que passei um tempão pedindo ao cara da banca ver se arrumava mais daquele quadrinho pra mim porque era divertido e bem mais barato que meus super-heróis, mas ele nem sabia a quem procurar em Fortaleza”.

Pensando nisso, o Cultura de Quadrinhos iniciou o mapeamento dos pontos de venda do interior do estado do Ceará. Queremos saber quem são, quanto são e como chegar até eles. Acreditamos que essa iniciativa poderá ajudar leitores e produtores locais, levando-os a lugares onde há uma real carência dos bons produtos locais.

Então, divulguem, compartilhem e participem.

Anúncios

MOSTRANDO O PROCESSO

Cristiano Lopez, artista Pb Estúdio Virtual, revelou em seu deviantart o processo de feitura da comission encomendada pelo blog Quadrinhos em Questão para celebração dos seus 20.000 acessos. Confiram a seguir:
Clique para ampliar.

“Costumeiramente, em um trabalho desses, fazemos dois a três layouts e decidimos qual o melhor. No caso, eu só fiz um e que, por sorte, foi logo aprovado. Uma vez o layout feito, eu imprimi em A3 e fiz o lápis por cima do meu esboço. Deu um trabalhão fazer todas essas pedrinhas e eu me perguntei se não deveria ter feito mais esboços (hehehe). Por último, quando inseri a cor digital, tentei utilizar uma variação da paleta de cores do Hulk clássico e apliquei um fundo em retícula colorida que demonstrasse isso.” falou o desenhista. A seguir a imagem sozinha:
Clique para ampliar.